Dia D contra a Pólio e Sarampo vacina 238 crianças; Campanha continua

0
252

O departamento de Saúde vacinou no Dia D da Campanha de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo em Mirandópolis, realizada no último sábado (4), 238 crianças e aplicou 455 doses, ao todo.  O número representa 21% da meta. A ação irá se entender durante todo o mês de agosto. O próximo dia D da campanha será no dia 18.

Ao longo do último sábado, as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do Centro de Saúde, Jardim Nossa Senhora de Fátima, Aeroporto e 1ª Aliança ficaram abertas para aplicação das doses. A prefeita Regina Mustafa e o diretor da Saúde, Farid Haddad, acompanharam os trabalhos. A presidente do Rotary Clube, Heloisa Junqueira, e integrantes do Interact e Rotaract participaram do ato. O clube de serviço luta contra a doença desde 1979 com ações voltadas em todo o mundo.

A expectativa da Saúde é vacinar 1.103 crianças de todo o município.  A vacina ficará disponível na UBSs mencionadas acima das 8h às 17h. A vacinação é extremamente importante para a prevenção dessas doenças.

 

O que é sarampo?

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

Sintomas do Sarampo

Principais sinais:

– Febre alta, acima de 38,5°C;

– Dor de cabeça;

– Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo

– Tosse;

– Coriza;

– Conjuntivite;

– Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelha. 

O que é a Poliomelite? 

Poliomielite, ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus (sorotipos 1, 2, 3), que pode infectar crianças e adultos por via fecal-oral (através do contato direto com as fezes ou com secreções expelidas pela boca das pessoas infectadas) e provocar ou não paralisia.

A multiplicação desse vírus começa na garganta ou nos intestinos, locais por onde penetra no organismo. Dali, alcança a corrente sanguínea e pode atingir o cérebro. Quando a infecção ataca o sistema nervoso, destrói os neurônios motores e provoca paralisia flácida em um dos membros inferiores. A doença pode ser mortal, se forem infectadas as células dos centros nervosos que controlam os músculos respiratórios e da deglutição.

A poliomielite foi praticamente erradicada nas áreas desenvolvidas do mundo com a vacinação sistemática das crianças, mas o vírus ainda está ativo em alguns países da África e da ÁsiaPara evitar que seja reintroduzido nas regiões que não registram mais casos da doença, as campanhas de imunização devem ser repetidas todos os anos.

Sintomas da Pólio

O período de incubação varia de 5 a 35 dias, com mais frequência entre 7 e 14 dias.

Na maioria dos casos, a infecção pelo vírus da poliomielite pode ser assintomática. Isso não impede sua transmissão, pois é eliminado pelas fezes e pode contaminar a água e os alimentos.

Quando se manifestam, os sintomas variam de acordo com a gravidade da infecção.

Nas formas não paralíticas, os sinais mais característicos são febre, mal-estar, dor de cabeça, de garganta e no corpo, vômitos, diarreia, constipação, espasmos, rigidez na nuca e meningite. Na forma paralítica, quando a infecção atinge as células dos neurônios motores, além dos sintomas já citados, instala-se a flacidez muscular que afeta, em regra, um dos membros inferiores.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com o seu nome aqui

Solve : *
15 × 2 =


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.