Ir para o conteúdo

Prefeitura de Mirandópolis - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
02
02 ABR 2019
SAÚDE
Mirandópolis registra mais duas mortes suspeitas de dengue
enviar para um amigo
receba notícias

O departamento de Saúde confirmou nesta terça-feira (2/4) mais dois casos de mortes suspeitas de dengue na cidade. Trata-se de uma mulher, de 36 anos, moradora do bairro Pauliceia e um homem, de 75 anos, morador do Jardim Santa Rosa. Com esses, Mirandópolis chega a quatro mortes suspeitas de dengue na cidade. Atualmente, o Município registra 600 casos positivos da doença.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a mulher morreu no último dia 12, estava gestante de seis meses e teve complicações no útero. Ela deu entrada com aborto retido infectado no Hospital Estadual de Mirandópolis (HEM) no dia 9 de março, ficou internada e chegou a ser transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital.

A causa da morte registrada no atestado de óbito foi choque séptico, porém um médico plantonista avaliou que as plaquetas dela estavam baixas e por conta disso solicitou exames para comprovar ou descartar se a paciente estava com dengue.

Já o homem chegou a dar entrada na UBS (Unidade Básica de Saúde) Yoshito Kanzawa no dia 7 de março em estado febril. Com a suspeita de dengue, a médica solicitou exames, o medicou e o liberou. Três dias depois ele deu entrada no HEM, ficou internado e foi transferido para a UTI, com desconforto respiratório e derrame no pulmão. No dia 22 de março o quadro dele piorou e no dia seguinte veio a óbito.

Os exames que comprovarão as mortes foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e devem ficar prontos em 30 dias.

A Prefeitura continua realizando os serviços de nebulização manual por toda a cidade. No próximo sábado (6/4), às 9h, está prevista uma passeata organizada pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) do departamento de Saúde para conscientizar a população sobre as precauções e os perigos causados pelo mosquito Aedes Aegypti.

Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia